Instituto Pensar - Panorama das STARTUPS brasileiras que estão transformando o varejo – Loja 4.0 (2ª edição/2018)

Panorama das STARTUPS brasileiras que estão transformando o varejo – Loja 4.0 (2ª edição/2018)

Estudos Panorama das startups brasileiras que estão transformando o varejo – Loja 4.0 (2ª edição/2018)

Sobre o Estudo
Este estudo indica que o setor varejista no Brasil sofrerá profundas transformações na forma como comercializa seus produtos. A pesquisa revela que a loja física continua sendo uma referência importante para o varejo contemporâneo. No entanto, as lojas começarão a interagir com tecnologias digitaismais acessíveis e amigáveis para o consumidor, como smartphones, tablets, relógios conectados e óculos de realidade virtual.

Introdução
A expressão Loja 4.0 indica a integração entre pontos de venda offline e online. A aplicação conjunta das startups de varejo que envolvem internet das coisas, realidade virtual e realidade aumentada, robótica, inteligência artificial, aplicativos, engajamento do consumidor e operações no espaço físico representa o conceito de “Loja 4.0”. No fundo, o que se quer é que o cliente fique satisfeito com a compra que realizou, aprimorando assim sua experiência na aquisição de bens e serviços. Devido ao desenvolvimento recente da inovação digital, a experiência do cliente mudou. Hoje, os mercados competitivos desafiam as empresas a enfrentar novas formas de fazer negócios.

Este estudo tem como objetivo identificar como essas mudanças podem ser vistas no varejo brasileiro. O estudo aponta que as startups brasileiras estão extremamente concentradas na inovação. Por meio de uma mandala, foi possível descobrir essas mudanças com 9 eixos e 28 categorias usadas para classificar o tipo de inovação na loja 4.0 e o negócio em que cada uma das 193 startups pesquisadas atua para melhorar a experiência de compra.

A inovação tem sido a forma como a indústria está melhorando e oferecendo novos produtos e experiências ao consumidor. Não só na manufatura assistimos a inovação. Os varejistas devem seguir essas mudanças que se deslocam do multicanal para o canal omni.
As lojas físicas já não são o espaço para melhorar as vendas e, com novas aplicações, não serão apenas um show room. Essas mudanças enfrentam algumas dificuldades, como promover uma maior experiência para os compradores? Como os milênios e os baby boomers lidam com essas mudanças? De que forma essas estratégias podem ser bem-sucedidas?

Mandala das Startups
O estudo apresenta a existência de 193 startups brasileiras que já estão criando software e hardware para os varejistas no país. São soluções que envolvem a internet das coisas, realidade virtual e realidade aumentada, robótica, inteligência artificial, aplicações, engajamento e operações do consumidor. A pesquisa acessou o banco de dados da Startse juntamente com o histórico das startups da primeira edição, da ABS – Associação Brasileira de Startups, com Ranking 100 Open Startups e do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo.

Para efetuar o download do estudo basta acessar o link: OasisLab
Innovation Space



0 Comentário:


Nome: Em:
Mensagem: