Instituto Pensar - Workshop Internacional Design e Distritos Criativos - Casos e Ideias para a Bahia

Workshop Internacional Design e Distritos Criativos - Casos e Ideias para a Bahia

WORKSHOP INTERNACIONAL DESIGN & DISTRITOS CRIATIVOS – Casos e Ideias para a Bahia com o patrocínio do IPAC, Secretaria da Cultura e Secretaria Estadual da Ciência Tecnologia e Inovação apoio e da Fecomércio-Bahia. 
Realizado em 20 de setembro de 2017 no Teatro SESC Pelourinho, com a participação de mais de 200 pessoas entre designers, técnicos das secretárias do Governo do Estado e prefeituras do interior, estudantes, professores e representantes da comunidade do Pelourinho e Centro Histórico.

Conceito
A economia criativa preconiza que a criatividade humana se tornou o ativo econômico mais diferencial, possibilitando a criação de produtos e serviços com valor agregado, que escapam da armadilha da concorrência por preços baixos. Tal proposta ganha força suplementar quando territorializada, uma vez que singularidades locais, por corolário, não são copiáveis nem transferíveis. Encontram-se nessa lavra os aspectos identitários da cultura de um espaço e o patrimônio, incluindo o arquitetônico e seus vários apelos turísticos - traços característicos de Salvador e, mormente, do Pelourinho.
É nessa região privilegiada da capital baiana que o IPAC - Instituto do Patrimônio Artístico e Cultura da Bahia possui dezenas de imóveis. Seu potencial para alavancar um novo eixo de desenvolvimento do Pelourinho, tendo por combustível a criatividade dos soteropolitanos - por nascimento ou adoção - para gerar emprego e renda baseado em produtos e serviços diferenciados, é digno de nota. Como estopim e piloto desse processo é que foi realizado o WORKSHOP INTERNACIONAL DESIGN & DISTRITOS CRIATIVOS – Casos e Ideias para a Bahia, que inicia uma discussão para realização por parte do IPAC de ações para preservação e manutenção da política de preservação cultural do parque imobiliário do IPAC que será denominado Distrito Criativo.
 
Objetivos
• Apresentação de modelos inovadores e inspiradores, no Brasil e no mundo, de requalificação urbana e desenvolvimento socioeconômico ancorados em distritos criativos.
• Alinhamento de entendimentos acerca do que é um distrito criativo.
• Provocação e reflexões acerca de como lógicas e processos similares aos apresentados poderiam beneficiar distritos criativos na Bahia.
• Sensibilização dos participantes quanto à oportunidade de desenvolver um piloto do Projeto Distrito Criativo do Centro Histórico e do Projeto Design Pelô
 
Metodologia
Como metodologia para realização do WORKSHOP INTERNACIONAL DESIGN & DISTRITOS CRIATIVOS – Casos e Ideias para a Bahia, realizamos as seguintes ações:    
• Alinhamento conceitual sobre Distrito Criativo
• Apresentação de casos referenciais de Medellín/Colômbia, Lisboa/Portugal, Buenos Aires/Argentina e Rio de Janeiro/RJ.
• Apresentação dos Projetos locais realizados pela SECULT, Bahia Criativa e a iniciativa do IPAC sobre Distritos Criativos.
• Debate com os participantes mediado por um Mestre de Cerimônia, que fez a seleção das perguntas e as conduziu aos palestrantes para respostas. A cada duas apresentações, abriu-se um espaço de 30 minutos para perguntas específicas sobre as palestras realizadas.
 
Resultados
Com realização do Instituto Roerich da Paz e Cultura do Brasil, coordenação-geral e curadoria do Instituto Pensar e curadoria da Garimpo de Soluções, o Workshop Internacional Design e Distritos Criativos - Casos e Ideias para a Bahia, foi realizado no dia 20 de setembro, no Teatro SESC do Pelourinho, com grande sucesso de público e com uma programação permeada por palestras e debates com especialistas na criação de modelos inovadores e inspiradores de requalificação urbana e desenvolvimento socioeconômico.
As experiências de Lisboa (Portugal), Buenos Aires (Argentina), Medellín (Colômbia) e do Rio de Janeiro foram compartilhadas nas apresentações da assessora especial da Prefeitura de Lisboa Branca Neves, especialista em projetos de design de cidades; do ex-assessor técnico do Sistema de Informação Cultural da Argentina, Alejandro Castañé, gerente de projetos de transformação de cidades, como Sampa Criativa; da gerente de distrito de inovação de Medellín, Ana Isabel Maya; do ex-secretário nacional de economia criativa do Ministério da Cultura, Marcos André Carvalho, que dirigiu um case pioneiro no Brasil, o Rio Criativo; e da assessora em economia criativa para a ONU Ana Carla Fonseca, apontada pelo El País como uma das oito personalidades brasileiras que impressionam o mundo.
A partir da observação dos processos que têm ressignificado positivamente zonas urbanas em diferentes países, gerando trabalho e renda, foram abordadas soluções para a realidade baiana e do centro histórico de Salvador, nas falas do diretor IPAC, João Carlos de Oliveira, que pretende estimular o uso dos imóveis de propriedade o IPAC para implantação de projetos criativos; e do superintendente de promoção cultural da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), Alexandre Simões, com uma exposição sobre o parque Bahia Criativa.
Dessa forma, o evento alinhou entendimentos, entre várias esferas da sociedade (entidades públicas, privadas academia e sociedade civil), acerca do que é um distrito criativo e de como será o primeiro caso na Bahia.

Palestras (Resumos)
Palestra de abertura: Ana Carla Fonseca
PHD em Economia Criativa, Ana Carla Fonseca, disse que o Pelourinho pode se tornar um Destino criativo se houver uma participação de todos os atores que o compõem como comerciantes, artistas, governo, prefeitura e terceiro setor.

Branca Neves
“Lisboa, cidade empreendedora e criativa” 
Lisboa quis mobilizar o dinamismo dos seus agentes culturais em torno de uma visão e objetivos comuns e por isso a Prefeitura de Lisboa, há 6 anos atrás iniciou a mobilização de vontades e de parceiros com o objetivo de transformar Lisboa no elemento chave da criatividade em Portugal.
Através de diversos projetos e eventos mobilizadores no domínio do empreendedorismo e da criatividade e na criação de estruturas físicas para atrair e instalar empreendedores, investimento e muita criatividade , Lisboa tem vindo a tornar-se numa cidade cada vez mais vibrante, apelativa e atraente para muitos talentos que, atraídos pelo baixo custo de vida, estilo de vida saudável, surf e mar a dois passos do centro da cidade, e aproveitando as condições que a prefeitura promove na  criação e instalação das suas empresas ou start-ups, vêm criando um ambiente de inovação e criatividade que a posiciona como uma das cidades mais empreendedoras da Europa.

Ana Isabel Maya
"Medellín, ciudad de posibilidades"
A cidade de Medellín é reconhecida mundialmente por sua transformação acelerada. Em menos de duas décadas passou de cidade mais violenta do mundo a referência de transformação urbana e catalogada como hub de inovação. Atualmente se posiciona como destino de interesse para muitas pessoas no cenário mundial e como um território que se pensa a partir da inclusão e da melhoria de qualidade de vida de seus habitantes.
Transformar a imagem e as dinâmicas da cidade são o resultado de um exercício envolvendo vários atores. Por ocasião do Workshop Internacional de Design e Distritos Criativos, Ruta N Medellín, um dos atores dinamizadores da transformação econômica da cidade, com base em ciência, tecnologia e inovação, revelará os vários processos engendrados na cidade e compartilhará sua experiência na formulação de projetos e ações pautadas por talento, capital, negócios e infraestrutura.
 
Marcos André Carvalho
“Rio Criativo”
Na sua palestra Marcos André apresentou a experiência do trabalho da Rio Criativo que completa 10 anos em 2018 e que atende por ano cerca de 20.000 empreendedores culturais das 92 cidades do estado do Rio.
Marcos contou também como foi processo de elaboração do Dossiê de Candidatura da cidade de Paraty como Cidade Criativa da Unesco na categoria gastronomia. O resultado da seleção sairá em outubro.
Por último Marcos apresentou o programa Cidades Criativas RJ que prevê a construção de aplicativos com mapas digitais de cidades do interior do estado do Rio e de incubação desses pontos mapeados e o programa de fomento a cadeia produtiva dos games do estado do Rio lançado durante o evento Rock in Rio desse ano.
 
Alejandro Castañê
“Cidade Autônoma de Buenos Aires”
Há mais de uma década a Cidade Autônoma de Buenos Aires decidiu ousar na concepção e na prática do desenvolvimento territorial e econômico. Nessa proposta, deixou voar a imaginação a setores que já então eram reconhecidos por se terem como principais insumos a criatividade e o capital intelectual.
Desde então, o resultado foi, em vários aspectos, melhor do que o esperado. Ilustração disso é a existência de cinco Distritos Criativos, focados em indústrias criativas de especial interesse estratégico para a cidade. São espaços territoriais especializados e condensados para atrair empresas, fornecedores, talentos e demais players das cadeias criativas, constituindo uma base fundamental do ecossistema empreendedor portenho, coerentes com políticas públicas, incentivos e regulamentações.
Sua existência como hubs de inovação e criatividade, além de um impacto territorial claro e desafiador, integra um conjunto de ações voltadas a atingir metas econômicas bastante ousadas: passar dos 9% de população economicamente ativa e de 10% do PIB municipal atrelados às indústrias criativas, em 2014, a nada menos que 20%, em ambos os indicadores, até 2030.
O Workshop Internacional Design & Distritos Criativos foi uma excelente oportunidade para desvendar a lógica e a prática desse universo de transformações que ainda estão em curso em Buenos Aires.

Encerramento
No encerramento o presidente do Instituto Pensar Domingos Leonelli agradeceu aos palestrantes e parceiros e equipe técnica de produção, destacou a importância da “consolidação do Pelourinho como um Distrito Criativo de Salvador” considerando que essa área da cidade já possui alguns dos atores importantes da economia criativa. E deu como exemplo o músico, escultor e fabricante de instrumentos musicais, Bira Reis que realizou uma belíssima apresentação no final do evento.
 
Fotos: Flickr



Bio Palestrantes.pdf



0 Comentário:


Nome: Em:
Mensagem: